Notícias

  • Notícias do Programa
  • PotencializEE na Mídia

EE na indústria desempenha um papel importante na implementação dos ODS, diz diretor do Senai/CNI

Compartilhe:
Em 30 de junho de 2022, às 13:23

Mestre e doutor em engenharia mecânica pela UFSC, Jefferson de Oliveira Gomes, participou do quarto episódio do PotencializEE Convida

Um dos 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU é a garantia ao acesso à energia limpa, barata, sustentável e renovável para todos os habitantes do planeta. A eficiência energética na indústria desempenha um papel importante no cumprimento dessa agenda e, no quarto episódio do “PotencializEE Convida”, disponível no YouTube e no Spotify, o diretor de tecnologia e inovação do Senai/CNI, Jefferson de Oliveira Gomes, situa o Brasil em relação à meta.

“Em comparação com outros países, não vejo um grande distanciamento tecnológico (do Brasil). Sempre existe uma diferença, mas quando falamos de eficiência energética estamos tratando do mesmo habitat. Hoje, nossa oferta de potência instalada de energia gira em torno de 190 a 200 gigawatts, e a indústria nacional consome cerca de 40% dessa energia”, explica o especialista. 

No bate papo com a jornalista e apresentadora Rosane Serro, Gomes fala ainda sobre as relações de mercado na indústria brasileira, o acesso às tecnologias globais e o lugar das pequenas indústrias no cenário nacional de eficiência energética, onde observa uma grande defasagem de conhecimento:

“Se eu quero trabalhar melhor as questões de eficiência energética, preciso de mão de obra qualificada. No entanto, quando falamos das indústrias menores, estamos nos referindo a negócios familiares. São produtores que conhecem muito bem o processo, mas qual é a nossa capacidade em reformar essas estruturas (para que elas se alinhem a eficiência energética)? Essa seria a diferença em relação aos outros países. No Brasil, há uma profunda defasagem do conhecimento. É nisso que academias (de ensino), Senai e consultorias devem ficar de olho.” 

Mas a qualificação da mão-de-obra não deve ser o único ponto de atenção das indústrias quando se trata de eficiência energética. Para Gomes, não somente as empresas do Brasil como também do mundo devem olhar para a economia circular e renovável caso queiram cumprir todos os ODS da ONU o quanto antes. 

“A gente tem um caminho muito longo a percorrer no planeta. Por isso precisamos cada vez mais de uma indústria circular e mais renovável”, afirma o mestre.

Se governantes e empresários conseguirem virar o jogo e colocar em prática todos os ambiciosos ODS, nunca antes tão necessários, Gomes prevê um cenário promissor para a população mundial, a conservação do meio ambiente e a produção nas indústrias: 

“Se nós conseguirmos, nos próximos nove anos, atender todos esses pontos (da ODS), será o mundo dos sonhos: com 50% mais de energia, 40% mais de alimentos e 35% mais de água.” 

Realizado pelo Programa PotencializEE, o PotencializEE Convida é um espaço para apresentação de soluções, tendências e tecnologias ligadas ao universo da eficiência energética. O programa traz todos os meses entrevistas exclusivas com importantes nomes do setor no Brasil.

Fonte: Programa PotencializEE

Últimas notícias